HOME|EDITORIAL|Ao lado da torcida é mais fácil
Ao lado da torcida é mais fácil
Ao lado da torcida é mais fácil

Data: 19/10/2017

Nem antes éramos tão ruins, nem agora somos a essência dos melhores. O certo é que nas três últimas partidas, nas quais fez sete pontos, o Fluminense reencontrou o seu futebol do início de temporada, apontado à época por muitos especialistas como um dos melhores do Brasil.

Depois do susto, já passado, de ter dormindo na noite do último sábado no Z4 (mesmo sem o término da rodada de então), o nosso time depois das duas últimas vitórias voltou a mostrar a sua melhor versão.

Contribuiu a subida física e técnica de Sornoza, que vinha de quase cinco meses parado, e a chegada do “contrapeso” Richard que, em silêncio e comendo pelas beiradas, deu à nossa defesa a proteção e o equilíbrio que tanto se necessitava. Se aliarmos a isso o visível crescimento do garoto Marlon, pela lateral esquerda, sem nos esquecermos da entrega tática do Marcos Júnior, além da firme postura dos nossos zagueiros Gum e Reginaldo, podemos, nós torcedores, sem nos despreocupar ainda em conquistar a pontuação mínima para a permanência na Série A, sonhar com voos mais altos na competição, não renunciando o nosso clube a nenhuma possível pretensão.

O jogo de ontem nos obriga a uma reflexão: será que o momento do Fluminense no Campeonato Brasileiro seria outro sem as dezenas de contusões sofridas pelos nossos atletas no que vai de ano? Será que as nossas pretensões poderiam ser mais amplas se não tivesse essa gestão encontrado um buraco de mais de R$ 120 milhões nos cofres?

E agora?

Palmas para todos aqueles, como o Panorama Tricolor, O’Tricolor.com e, humildemente, nós do Observatório do Fluminense, que em nenhum momento fizeram apologia ao discurso do caos, do terrorismo político. Jamais foi nossa onda apostar na audiência vulgar, apostando sempre no conteúdo, na fórmula que, uma vez que nunca fomos chapa branca, criticar o que está mal e parabenizar os acertos e as conquistas. Mesmo se no curto prazo se perdesse popularidade, tráfego no portal, ou coisa do tipo.

Por isso, repetindo o começo deste texto “nem antes éramos tão ruins, nem agora somos a essência dos melhores”, o Observatório do Fluminense, diante da transparência que o dignifica, convoca a toda torcida Tricolor para que faça a sua parte nos dois Fla-Flus que se aproximam e valem vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana.

Assim como no último domingo, ontem a nossa torcida voltou a dar um espetáculo nas arquibancadas do Maracanã, apesar da rigorosa atuação da Polícia Militar nas questões administrativas do evento.

Contra o Flamengo, nesses dois jogos, temos a obrigação de fazer melhor ainda. Que a administração do Fluminense entre no circuito para que pelo menos possamos ampliar o nosso naipe de percussão, o que equilibraria ainda mais a unidade dos cânticos e de incentivos.

Felizes, radiantes, com os pés no chão.

Que venha a Chapecoense!

O Observatório do Fluminense observa.

  

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden