HOME|EM FOCO|Heleno Sotelino|Faltam noventa minutos (por Heleno Sotelino - “Renovação e Oxigenação”)
  • Heleno Sotelino
    Heleno Sotelino
    Carioca do Jardim Botânico, advogado, imperiano, membro fundador do MR21 e, acima de tudo, tricolor de coração!
Ver mais colunas
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
em foco • Por Heleno Sotelino • 02 mai 2017
Faltam noventa minutos (por Heleno Sotelino - “Renovação e Oxigenação”)

Nada está perdido.

O Fla-Flu foi muito ruim para nós, porém o placar até que foi bom pelo que o time apresentou,  ou deixou de apresentar, principalmente no primeiro tempo.

Tomamos um passeio na primeira etapa e se saíssemos com uns três gols sofridos não poderíamos reclamar.  

Ou seja, eles tiveram a oportunidade de matar o jogo, de saírem campeões no domingo. Mas não o fizeram.

Então, que nos aguentem.

Sempre ganhamos Fla-Flus nas adversidades. Assim foi em 83, quando eles jogavam pelo empate para fazer a final com o Bangu. Mas um tal de Assis acabou com a brincadeira aos 45 minutos do segundo tempo. Nem deu tempo de dar a saída.

Também em 95 eles jogavam pelo empate. Empataram o jogo faltando dez minutos para o fim, mas faltavam 4, o suficiente para rirmos por último com a barriga do Renato.

E Fla-Flu é assim. Só podemos comemorar depois do último minuto.

Sabemos que não vamos ver os equatorianos tão mal como no domingo. Sabemos que Abel não esmorecerá e mandará o time pra frente.

Teremos um adversário que jogará no meio da semana uma partida decisiva e poderá estar mais desgastado no segundo jogo, o que poderá fazer com que o sufoco inicial seja uma boa pedida.

Os vinte minutos iniciais do segundo tempo deste último Fla-Flu mostraram que se partirmos para cima teremos condições de virar o jogo, não deixar eles jogarem, sufocar, apertar, matar o jogo.

Mas tenho confiança de que viraremos.

Poucas vezes vi no Maracanã uma torcida muito inferior numericamente, com seu time derrotado, abafar o grito da maioria, principalmente num momento de derrota, mostrando toda sua confiança na próxima partida.

O jogo não acabou.

Vamos ganhar, contra tudo, contra todos. 

A história nos favorece. Domingo mostraremos quem ri por último

Nada está perdido.

Ainda faltam noventa minutos para o jogo acabar.

VOLTAR PARA EM FOCO
Compartilhe
  • Googlemais
comente
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden