HOME|EM FOCO|Edgard Nascimento Neto|Fluminense eu sei, até a morte, contigo estarei (por Edgard Nascimento - “Testemunha da história”)
  • Edgard Nascimento Neto
    Edgard Nascimento Neto
    Carioca, Engenheiro, Tricolor desde sempre, fã incondicional do futebol. Frequenta os estádios desde 1959, aos cinco anos. De Laranjeiras, para o mundo.
Ver mais colunas
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
em foco • Por Edgard Nascimento Neto • 07 nov 2017
Fluminense eu sei, até a morte, contigo estarei (por Edgard Nascimento - “Testemunha da história”)

A foto do presente texto nos diz muito.

Tirei-a no sábado passado, na entrada do Engenhão, antes da nossa vitória sobre os remadores alvinegros, nossa única em clássicos contra times do Rio neste Campeonato Brasileiro.

Após esperar por amigos, que confirmaram sua ausência da partida, decidi entrar no estádio, porém não mais avistei o torcedor do qual fizera a imagem. 

Queria, naquele momento, dar um fraternal abraço naquele senhor, e dizer-lhe que eu estava muito orgulhoso do esforço que ele fazia, caminhando lentamente, vindo a um jogo que se tornava importante para a PERMANÊNCIA do nosso Clube na elite do futebol brasileiro.

Eu não queria saber o que ele fazia, sua idade, se iria encontrar amigos, nem tampouco se ele morava perto ou longe.

O importante, para mim, era a camisa que ele vestia.

Igualmente aos que lá estavam, este torcedor foi incentivar a nossa equipe, que é carente em MUITOS aspectos. Lá, no nosso salão de festas, todos esperávamos, sem exceção, que nossas cores fossem HONRADAS em campo, e elas foram. Também tenho certeza que os verdadeiros Tricolores, mesmo os não presentes, desejaram nossa vitória.

Lembro-me sempre que quando acompanhava meu saudoso pai nos seus últimos momentos como torcedor, aos "noventinha" de idade, ele subia lentamente a rampa do Maraca, com sua muleta. Seus olhos brilhavam de emoção ao ver o time em campo, já não muito pelos jogadores, mas sim pela camisa.

Para nós e para muitos, nunca importou o fato de termos ou não timaços, de quais campeonatos eram disputados, qual nossa colocação, qual o adversário e muito menos o estádio do jogo. O que importava - e ainda importa - é apoiar, pois nossas cores estão em campo. Se o time vai ser Campeão ou não, é outra história.

Ninguém é mais ou menos Tricolor do que ninguém. Por isso, os olhos paternos brilhavam.

Por isso, os meus reluzem.

O que realmente importa, é o Fluminense.

Saudações Tricolores.

 

TOQUES SUTIS

- Restam seis jogos para o fim do Brasileiro.

- Faltam uma vitória e um empate para a PERMANÊNCIA na Série A.

- Contra o Coritiba, no Maracanã, vencer será fundamental.

 

VOLTAR PARA EM FOCO
Compartilhe
  • Googlemais
comente
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden