HOME|EM FOCO|Eduardo de Moraes|Sornoza desafinou o Salgueiro (por Eduardo de Moraes - “A voz das Laranjeiras”)
  • Eduardo de Moraes
    Eduardo de Moraes
    Eduardo de Moraes é advogado criminal, tricolor de várias gerações, iniciando sua paixão nas arquibancadas das Laranjeiras sempre na companhia do seu saudoso pai, Evaristo de Moraes. Integrante do Flu2050, ocupou, nas gestões anteriores, cargos como Vice-Presidente e Diretor Jurídico.
Ver mais colunas
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
em foco • Por Eduardo de Moraes • 16 fev 2018
Sornoza desafinou o Salgueiro (por Eduardo de Moraes - “A voz das Laranjeiras”)

Na Avenida Engenhão (nosso tradicional salão de festas), o Fluminense fez o que quis na partida de ontem. Um desfile apoteótico, com o sonoro 10, nota 10.

É evidente que os oposicionistas de plantão dirão: “mas era o Salgueiro, time pequeno de Pernambuco”.

Verdade!

Mas isso não tira o brilho da goleada e a forma como jogou o tricolor carioca: raça, pegada, movimentação, durante os 90 minutos.

Sinto a equipe mais leve e com mobilidade. Quem pede tem preferência. O clichê que dá certo. Percebi também que, pelo menos ontem, abortamos o irritante “jogo do chuveirinho”, que era usado no ano passado. Scarpa, em qualquer lugar do campo, cruzava para o Ceifador. Coincidentemente, os dois traíras saíram do clube e, ontem, assistimos ao time com novo modelo tático: toque de bola e deslocamento.

Ainda é cedo para falar sobre o esquema com três zagueiros. Acho que a ideia de Abel é dar liberdade aos laterais e nos proteger melhor no jogo aéreo defensivo. Se o Airton (ex-Botafogo) ocupar a vaga de titular, eu tiraria o Renato Chaves.

 

Sobre as atuações:

Júlio César seguro. Fez uma difícil defesa na cabeçada para trás do Richard. Os três zagueiros não tiveram trabalho. Saliento, apenas, a violenta e desnecessária falta, no início da partida, do Renato Chaves. O que se passa na cabeça desse rapaz? Gilberto jogou muito e foi premiado com dois gols. Apesar da crítica compreensível da nossa torcida nas atuações anteriores, Gilberto não se esconde. Tenta, arrisca e se apresenta. Tem habilidade. Precisa usar mais a razão, sem afobação e imprudência. Eu sou um eterno otimista e lembro do Mariano. Era marcado pela torcida. Tivemos paciência e Mariano se tornou um excelente lateral. Calma, amigos. Gilberto poderá crescer. Assim como cresceu Marlon, na lateral ontem.

A verdade é que, quando há “sombra”, o jogador cresce. Em outras palavras: contratamos dois goleiros (De Amores e Rodolfo), um lateral direito (Leo) e o grande retorno do esquerdo (Ayrton). Com isso, nessa saudável disputa pela vaga, os jogadores tendem a crescer.

Prosseguindo, Richard atuou com a costumeira seriedade. Para mim, titular absoluto. Marca bem e faz o fácil. Sobre Jadson, ainda não tenho opinião formada. Parece ser extremamente útil, pois se apresenta, se desloca, procura o jogo. Quanto aos atacantes, Marcos Junior me agrada. Nosso guerreirinho dentro de campo. Corre, luta, participa. Pedro ainda não se adaptou no profissional. Acompanhei o jovem nos juniores. Tinha faro de gol. Vamos ter um pouco de paciência. Robinho, versão 2018, me agrada. Emagreceu, tem técnica e, em breve, Abel lhe dará uma chance no time titular.

O dia é de Sornoza. O retorno. Jogou uma barbaridade. Nosso maestro. Tem um toque na bola diferenciado, refinado. É craque. É o nosso camisa 10. Passes e lançamentos precisos. Scarpa quem é?

Para encerrar, um alerta: precisamos urgentemente de um zagueiro, um meio campista (tem que ser craque) para atuar ao lado do Sornoza e um centroavante goleador. Sugiro uma pesquisa no mercado sul-americano. E logo. Vamos parar com essa lerdeza nas contratações. Coragem e ousadia, mas sem jogar o nosso parco dinheiro no lixo.

Fico feliz por voltar a falar apenas sobre FUTEBOL. Essa é a minha praia, a nossa praia.

Nosso partido é Fluminense Football Club.

Sempre! Nense!

 

Deixadinhas:

- Projeto Laranjeiras. Sou totalmente a favor;

- Não vamos desistir da ação judicial contra o Scarpa. Se vencermos, lavaremos nossa alma;

- Como anda o inquérito policial apurando a conduta dos criminosos flamenguistas no caso Calazans?;

- Gostaria de ver hoje a cara dos 'comentaristas' da Fox que, antes do jogo, apostaram no empate de 1 x 1 e Salgueiro vencendo nos pênaltis. Caipiras, isso aqui é Fluminense!

VOLTAR PARA EM FOCO
Compartilhe
  • Googlemais
comente
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden