HOME|NOTÍCIAS|Projeto biografia de Felix “Felix Mielli Venerando o Voo do Papel”
Artigos • • 17 jun 2015
Projeto biografia de Felix “Felix Mielli Venerando o Voo do Papel”
Projeto biografia autorizada de Felix “Felix Mielli Venerando o Voo do Papel”

"Foi o jogo do século. Tivemos na mão e ele nos escapou. A lembrança da defesa impossível de Felix haveria de me atormentar depois, por muito tempo", jornalista inglês Scott Moore, referindo-se a Felix e à defesa, na cabeçada à queima-roupa de Francis Lee, no jogo Brasil x Inglaterra, em 1970.
 
"Pelo menos quando eu morrer que parem de dizer que o Brasil ganhou a Copa de 70 ‘apesar do Felix’. O Barbosa foi crucificado por não ter ganho a Copa de 50 e eu por ter ganho a Copa de 70. Duas grandes injustiças!",  Felix Mielli Venerando.
 
Em uma iniciativa da Braz Cubas Editora, com apoio da família de Felix Mielli Venerando – goleiro tricampeão da Seleção Brasileira de futebol, em 1970, no México, conhecido também como "Papel", pela leveza e desenvoltura embaixo das balizas, e por "Gato Felix", pela elasticidade e agilidade impressionantes nas defesas –  o objetivo desse projeto é publicar a primeira biografia autorizada do ídolo, contando sua trajetória e suas histórias como marido e pai de três meninas.

Felix iniciou a carreira no Clube Atlético Juventus em 1951, aos 14 anos. Passou pela Associação Portuguesa de Desportos, onde atuou de 1955 a 1968, com breve passagem pelo Nacional, em São Paulo. Em março de 1968 transferiu-se para o Fluminense Football Club, no Rio de Janeiro, no qual conquistou diversos títulos, encerrando a carreira de goleiro em 1977.

Assumiu, então, o cargo de treinador de goleiros e auxiliar técnico, no próprio Tricolor Carioca, passando depois a técnico do Madureira e do Botafogo, do Rio de Janeiro, respectivamente, e, por último, do Avaí, de Santa Catarina. Jogou pela Seleção Brasileira no período de 1965 até 1973. Dentre seus diversos títulos, os mais destacados são o que obteve como goleiro titular da Seleção Brasileira de futebol, campeã mundial invicta, e do Fluminense, campeão brasileiro, em 1970.
 
Conheça aqui o projeto!
 
A obra terá depoimentos de seus familiares e de companheiros de Seleção Brasileira, Portuguesa e Fluminense, além de trechos de entrevistas dadas na mídia. O projeto tem início hoje, e ficará 60 dias no ar (do dia 11 de junho ao dia 11 de agosto), na página do site Catarse, site de financiamento coletivo. As recompensas para as faixas de contribuição estão assim discriminadas:
 
R$ 10
Citação do nome do apoiador em agradecimento na obra impressa, no Epub, no site do Catarse e na fanpage de Felix.
 
R$ 20
Download gratuito da versão digital – em formato Epub, limitado a um download por apoiador, direto em seu computador, através de link a ser divulgado –, citação do nome do apoiador em agradecimento na obra impressa, no Epub, no site do Catarse e na fanpage de Felix.
 
R$ 30
Direito a um exemplar da obra autografado pelos autores, entregue gratuitamente no endereço designado pelo apoiador, mais download gratuito da versão digital – em formato Epub, limitado a um download por apoiador, direto em seu computador, através de link a ser divulgado –, citação do nome do apoiador em agradecimento na obra impressa, no Epub, no site do Catarse e na fanpage de Felix.
 
R$ 50
Direito a um exemplar da obra, autografado pelos autores, e a um convite individual para a festa de lançamento, com a presença dos familiares de Felix e possivelmente de companheiros de várias equipes pelas quais Felix atuou, mais download gratuito da versão digital – em formato Epub, limitado a um download por apoiador, direto em seu computador, através de link a ser divulgado –, citação do nome do apoiador em agradecimento na obra impressa, no Epub, no site do Catarse e na fanpage de Felix.
 
 
Orçamento e meta a ser alcançada

O valor arrecadado será utilizado para a confecção e publicação mínima de 2 mil exemplares, em papel pólen 90g, em formato 14x21cm, encadernação brochura, com cerca de 180 páginas, com fotos coloridas e preto & branco de Felix atuando e em família, além de uma versão digital em formato Epub.

Para o lançamento da obra, pretendemos fazer uma grande festa, possivelmente com a presença de companheiros ilustres do atleta, será um evento fechado para os 500 primeiros que realizarem a contribuição na segunda faixa de apoio, com no mínimo R$ 50, além do direito, a todos que contribuírem em qualquer uma das faixas de apoio, a um exemplar autografado pelos autores e por alguns familiares presentes e download gratuito da versão digital – em formato Epub, limitado a um download por apoiador, direto em seu computador, através de link a ser divulgado –, citação do nome do apoiador em agradecimento na obra impressa, no Epub, no site do Catarse e na fanpage de Felix.

Meta a ser alcançada: R$ 39mil em 60 dias.

 Apoio institucional:  otricolor.com
 

Sobre os autores
 
Waldyr e Waléria Barboza, escritores e editores, publicaram, em 2013, "Preguinho Confissões de um Gigante", biografia autorizada de João Coelho Netto, o Preguinho, multiatleta campeão em oito modalidades, que fez carreira no Fluminense, além de ser o autor do primeiro gol da Seleção Brasileira, em 1930, no Uruguai. Preguinho é também o primeiro capitão e artilheiro, com três gols (na partida de estreia, contra a Iugoslávia - 1 - e no segundo jogo, frente à Bolívia - 2).
 

Colaboradores
 
Patrícia Rinaldi Venerando, professora de educação física, filha de Felix, principal responsável pela divulgação e preservação da memória do pai e ídolo. Luiz Otávio Coutinho, jornalista, apaixonado por futebol e pelo ídolo Felix, mantém, juntamente com Patrícia, uma fanpage dedicada ao atleta, com várias fotos, informações e dados estatísticos referentes à carreira do jogador.


Depoimento sobre o projeto

“A ideia da biografia de Felix vem da admiração que temos por ele há muito tempo. Quando eu era garoto, meu pai me apresentou rapidamente a ele e essa lembrança sempre me acompanhou. Acho que esse encontro foi na mesma época que meu pai estava entrevistando o Preguinho. Coisas que só o sobrenatural, não o ‘de Almeida’, mas o ‘Barbosa’, pode talvez explicar. Tivemos o voto de confiança da família dele, sua filha caçula, Patrícia – Felix teve três filhas – está nos assessorando de uma forma muito carinhosa e está muito entusiasmada como esse projeto de manutenção da memória do pai e grande goleiro.
 
Esse projeto será diferente do primeiro, sobre o Preguinho. Dessa vez optamos por tentar fazê-lo pelo sistema de financiamento coletivo, o escolhido foi o site Catarse, que já atua há algum tempo de forma séria e muito idônea. Estamos esperançosos no sucesso do projeto, porque Felix é um ídolo nacional e até mundial, respeitado na Europa, nos Estados Unidos e no México.”
 
Waldyr e Waléria Barboza

Compartilhe
  • Googlemais
comente
Sergio Senna - 04/12/2017 às 19h58
A minha admiração pelo injustiçado Félix é tanta que acho que o CT do Fluminense deveria ser chamado de Félix Mieli Venerando, um dos grandes ídolos da história do clube, o único goleiro Tricolor campeão do mundo como titular. Grande profissional, excelente figura humana, cujo nome não recebe o devido reconhecimento por parte do clube e de sua imensa torcida. Vivas a Félix Mieli Venerando.
Responder
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden