HOME|NOTÍCIAS|Nas oitavas (por João Garcez - Blog Terno e Gravatinha)
Artigos • Por João Garcez - Blog do Torcedor Terno e Gravatinha • 20 abr 2017
Nas oitavas (por João Garcez - Blog Terno e Gravatinha)

Ao superar o Goiás, o Fluminense transpôs 50% da trajetória até o cobiçado troféu da Copa do Brasil.

Está num grupo seleto de cinco classificados entre os 80 participantes que iniciaram a competição.

A estes, juntam-se agora os 11 já previamente enfileirados nas oitavas de final.

Não será fácil.

Nesta fase, inevitavelmente cruzará com um dos participantes da edição atual da Libertadores, que integram o Pote 1 (em sorteio na CBF, deu Grêmio).

Na goleada sobre o Goiás, o Tricolor chegou à marca de 51 gols em 23 jogos na atual temporada, o que reflete em números a característica ofensiva do time de Abel.

Só em duas ocasiões o Flu não marcou, uma com os reservas.

Tamanha volúpia no ataque faz dele o clube que mais fez gols no ano entre todos os das Séries A e B.

O que mostra que também não é bom negócio enfrentar o Flu.

Sua única derrota com a formação principal aconteceu há uma semana, justamente contra o Goiás.

E ainda assim pela marcação de um pênalti inexistente.

Pênalti.

No Maracanã, jogo da volta, o Flu teve um marcado a seu favor (este, sim, claríssimo), sofrido por Wellington Silva, logo aos sete minutos.

Ao desperdiçar a cobrança pela segunda vez na Copa, Sornoza deixou-se abater e teve seu rendimento comprometido.

Depois, aliviado, desculpou-se com Richarlison, que era quem vinha cobrando.

Foi grato também ao bravo Henrique, que nem precisou pular para, de cabeça, tirar o Flu do sufoco, ainda no começo do segundo tempo.

57 minutos.

Foi o tempo que o Flu levou para conseguir furar a retranca do Goiás.

O time que só se defendia foi obrigado, então, a se lançar, o 1 a 0 já o eliminava.

E a porteira ficou escancarada para Nogueira, o outro zagueiro, e Pedro, depois de roubar bola no meio de campo, completarem a goleada.

3 a 0, Flu classificado e foco no Vasco, já neste sábado.

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden