HOME|NOTÍCIAS|Sobre desculpas prontas e inversão de prioridades (Blog do Savioli - O'Tricolor)
Debate • Fonte: Blog do Savioli - O'Tricolor.com • 13 mar 2018
Sobre desculpas prontas e inversão de prioridades (Blog do Savioli - O'Tricolor)

Amigos, amigas, não há muito o que dizer do treino coletivo disputado na noite de domingo no Maracanã por Fluminense e Nova Iguaçu. Se os dois gols do Fluminense abriram a perspectiva de uma saborosa goleada, o que se viu, na verdade, foi os mesmos desencadeando aquela que foi, com certeza, a partida mais chata do ano.

Consegui encontrar quem visse no jogo uma régua minimamente confiável para medir o futebol do Fluminense. O que eu vi foi, sim, uma bela oportunidade desperdiçada de deixar os titulares treinando para a partida de quinta-feira e observar o time reserva.

Fala-se, hoje, que o Fluminense não tem elenco para encarar o Campeonato Brasileiro. Eu não sei como alguém consegue chegar a essa conclusão, porque nós sequer conhecemos nosso elenco.

O que sabemos?

Temos dois laterais esquerdos bons no elenco e outros dois emprestados. Nosso trio de zaga, quando há necessidade de substituir, vai lá o Reginaldo, segura o pepino lá atrás e ainda faz gol no ataque. Tem o Frazan, que, no meu entendimento, é o nosso melhor zagueiro, sempre lembrando que não é necessário que tenhamos três zagueiros de ofício.

No nosso meio de campo, temos nos dado ao luxo de ter Douglas e Aírton de fora. Achei uma péssima ideia do Fluminense emprestar o Luiz Fernando, mas nós ainda estamos naquela onda de que tem que gerar receitas com transferências e pode render um qualquer no final do ano.

Continuo, claro, vendo com preocupação as três posições mais à frente. Sornoza, Marcos Júnior e Pedro dão conta do recado. Robinho já não mantém o nível. Dudu é um garoto. E o Pablo Dyego? Por que Pablo Dyego e Luquinhas não jogaram uma única partida? O Matheus Alessandro a gente já conhece.

Acho que o Abel tem a grande oportunidade de colocar toda essa rapaziada para mostrar serviço contra a Cabofriense, que para nós não vale rigorosamente nada.

***

Enquanto o Autuori dá o papo reto, Abel fornece lenha para o fogueira.

Autuori concedeu entrevista na semana que passou e falou com clareza da situação do clube. Abel transformou uma pergunta num discurso desnecessário, oferecendo à plateia a ideia de desalinhamento entre os diversos atores do departamento de futebol.

A coisa devia ser mais ou menos assim:

"Repórter - O Fluminense fez proposta pelo Bruno Moraes?

Abel - Qualquer contratação no Fluminense é decidida com participação da comissão técnica, logo eu posso assegurar que não existe essa negociação."

Pronto, ponto final, fim de papo. Abel não precisa dizer em todas as entrevistas que considera o elenco insuficiente. Nós já sabemos disso. Para que falar em pedir o boné? Para que falar em promessas não cumpridas? Isso é assunto interno do clube.

Esse padrão de comportamento em entrevistas deveria ser levado em consideração até mesmo na hora de contratar um profissional que está o tempo todo na linha de frente.

Dá a impressão de desculpa pronta para o caso de um fracasso na quinta-feira. Joga a responsabilidade para a diretoria do clube, que não entregou os reforços prometidos, quando, na verdade, é da comissão técnica a responsabilidade pelo que vier a acontecer em Florianópolis. Eu tenho certeza de que teria sido tudo diferente se o Fluminense tivesse mandado um catadão para o jogo anterior da Taça Rio e concedido aos titulares três dias a mais para treinar, reforçar os fundamentos táticos e o cognitivo individual e coletivo.

Deixamos escapar mais uma vez essa possibilidade. A produtividade do time em campo caiu. Não vai ser com um dia de treino que vamos resolver o problema, mas lá fomos nós de time titular enfrentar o Nova Iguaçu.

No meu entendimento, há falhas de planejamento e os indicadores mostram isso. O Fluminense está classificado para as semifinais do Flamengão e da Taça Rio, mas na Copa do Brasil estamos por um fio, depois de perder em casa. O que é isso? Pura inversão de prioridades.

Enfim, vamos torcer para a rapaziada estar inspirada na quinta-feira. É bem previsível o que virá pela frente em caso de eliminação e nós não queremos isso.

Saudações Tricolores!

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden