HOME|NOTÍCIAS|Flu volta a atrasar salário da CLT e tem dois meses de direito de imagem por pagar
Finanças • Por Felipe Siqueira e Hector Werlang - GloboEsporte.com - Foto: Hector Werlang / GloboEsporte.com • 08 jun 2018
Flu volta a atrasar salário da CLT e tem dois meses de direito de imagem por pagar

Se em maio recorreu a um empréstimo para arcar com o salário de funcionários e jogadores, o Fluminense não teve esta alternativa para quitar os vencimentos em junho. A remuneração prevista na carteira de trabalho não foi paga no quinto dia útil do mês.

O pagamento via CLT tem apenas um mês de atraso. Porém, no que diz respeito aos direitos de imagem dos atletas, a pendência é maior: abril e maio, totalizando R$ 1,8 milhão. Existe o risco de atrasar em junho também - vencem no dia 15.

A situação financeira do clube voltou a piorar. Desde janeiro, após regularizar as pendências da temporada passada, a rotina era de compromissos em dia. Não é mais.

Trata-se de uma explicação simples: com receitas majoritariamente dos direitos de transmissão, o Tricolor recebe mensalmente agora apenas o acordado pelo Brasileirão. Até maio, o parcelamento contemplava o Carioca. Ou seja, a quantia que entra na conta é menor. A direção trabalha para deixar tudo em dia.

Em 2018, a diretoria, em um trabalho de reformulação financeira, reduziu a folha salarial em quase 40%. O valor atual, incluindo os funcionários, é de cerca de R$ 5 milhões. Mesmo assim, enfrenta dificuldades. E consequências: a situação financeira foi um dos motivos para a saída de Paulo Autuori, então diretor esportivo de futebol, recentemente do clube.

 

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden