HOME|NOTÍCIAS|Após tentativas de bloqueio para pagar Cavalieri, Justiça inclui Flu no BNDT
Finanças • Lance! • 08 out 2018
Após tentativas de bloqueio para pagar Cavalieri, Justiça inclui Flu no BNDT
Após tentativas de bloqueio para pagar Cavalieri, Justiça inclui Flu no BNDT

A novela do processo de Diego Cavalieri contra o Fluminense continua. Na última sexta-feira, a juíza Cristina Almeida de Oliveira, da 31ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, emitiu um despacho que inclui o Flu no Banco Nacional de Devedores Trabalhistas (BNDT) após as seis tentativas de penhorar recursos do clube para quitar a dívida com o goleiro.

Após a inclusão de seu nome no BNDT - que é como se fosse um SPC - um empregador tem 30 dias para providenciar a regularização de sua situação. Se isso não acontecer, o Flu passará a constar como inadimplente em uma eventual consulta. Procurado pelo LANCE!, o clube afirmou que não foi notificado e não vai comentar o assunto.

Em resumo, se não regularizar a situação, o Fluminense não conseguirá avançar em seu processo para tirar a Certidão Negativa de Débito (CND). Isso pode atrapalhar a instituição na busca por um patrocínio master para 2019 e segue com riscos de ser excluído do "ProFut". Recentemente, os cariocas pegaram um empréstimo de R$ 50 milhões junto ao Banco BMG e uma das finalidades será tentar eliminar todos os seus débitos fiscais.

O acordo entre as partes definiu que o Flu deveria pagar a Cavalieri R$ 6.105.124,74 de maneira parcelada. Desse valor, R$ 695.632,96 são relacionados a verbas trabalhistas vencidas e não quitadas. R$ 4.870.584,09 são ligados a verbas rescisórias previstas no Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho e R$ 538.907,01 sobre o FGTS.

Agora, o jogador vai escolher de que forma irá proceder para receber os valores em questão. O clube já pagou R$ 3,4 milhões. Após os atrasos, o ex-goleiro tricolor cobra o pagamento antecipado das parcelas restantes, o saldo devido de FGTS de R$ 72.331,71 e multa de 30%, o que totaliza R$ 3.800.317,98. A Justiça fez seis tentativas de penhorar os recursos, com bloqueios em 30/8, 12/9, 18/9, 25/9, 28/9 e 03/10.

Os pagamentos seriam divididos em R$ 538.907,01 até dia 15/02. O clube pagou R$ 466.757,30. Faltam R$ 72.331,71. Depois, R$ 623.973,89 até dia 15/02, que estão pagos, assim como o valor de R$ 2.325.761,80 que deveria ser acertado até 15/04. Os R$ 2.616.481,98 divididos em 18 parcelas mensais de R$ 145.360,11 com vencimentos todo dia 15 a partir de 15/05 tem cinco parcelas atrasadas.

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden