HOME|NOTÍCIAS|Médico projeta retorno de Gilberto aos treinos em até 20 dias e atualiza situação de Pedro
Futebol • globoesporte.com • 11 out 2018
Médico projeta retorno de Gilberto aos treinos em até 20 dias e atualiza situação de Pedro
Médico projeta retorno de Gilberto aos treinos em até 20 dias e atualiza situação de Pedro

O coordenador médico do Fluminense, Douglas Santos, deu coletiva nesta quarta-feira no centro de treinamento tricolor ao lado de Marquinhos Calazans. Além de falar sobre a recuperação do atacante, que voltou aos gramados na última segunda-feira após 1 ano e 2 meses afastado em razão de duas cirurgias, atualizou também a situação dos jogadores do Flu entregues ao departamento médico.

Douglas informou que o centroavante Pedro dará continuidade ao processo de recuperação no CT a partir da próxima semana e deu uma previsão de 15 a 20 dias para que o lateral-direito Gilberto volte aos treinos. Confira a situação de cada jogador:

Pedro

Pedro torceu o joelho direito na partida contra o Cruzeiro, no dia 25 de agosto. Atacante teve detectado um estiramento do ligamento cruzado e foi operado no dia 21 de setembro:

- Ele está na fase inicial de recuperação. O tempo de cirurgia é pequeno ainda. Está dentro do que a gente espera. Em breve, as coisas começam a melhorar. Por ora, faz tratamento em casa. Na semana que vem deve estar no clube e aí daremos adiantada na recuperação dele.

Gilberto

Gilberto é outro que não atua desde o dia 25 de agosto, na partida contra o Cruzeiro. Lateral-direito recupera-se de um edema ósseo no joelho direito.

- Nesta semana, deve começar a fazer trabalho de força no joelho. Aí, teremos ganho de força na musculatura para que em breve retorne aos gramados. Ele está começando um tratamento para voltar aos campos. Ele estava só na parte de repouso, agora começa musculação e mais movimentos. Não temos prazo. Depende da recuperação dele. Se for bem, continua. Se for mal, teremos de dar um passo atrás. A expectativa é de que vá bem. Em torno de 15 a 20 dias ele deve estar no gramado de novo.

- Medicina não existe 100%. Hoje, não tem indicação de cirurgia. Esse passo atrás que falei talvez seja esperar mais um pouco. Ele tem uma ferida que precisa cicatrizar. A gente acha que já deu tempo de cicatrizar. Se começar a colocar peso e voltar a doer, tem de esperar mais um pouco e esperar terminar de cicatrizar. Hoje não tem indicação de cirurgia. Isso não quer dizer também que não evolua para isso.

- Ele tem chance, sim, de jogar neste ano ainda. A chance é grande. Como falei antes, medicina não é ciência exata. Não tenho como afirmar 100%. A gente quer que ele jogue, trabalhamos para isso. A chance é muito boa.

Calazans

Calazans rompeu o ligamento do joelho direito em 5 de agosto de 2017. Precisou operar duas vezes. A primeira, dias após a lesão, e a segunda no começo de janeiro, após ter sido agredido por torcedores rubro-negros no fim do ano passado no dia da final da Sul-Americana entre Flamengo e Independiente. Retornou aos campos na última segunda-feira, contra o Paraná:

- Ele sofreu uma agressão. Não foi em uma fase boa. Tinha pouco tempo de cirurgia para fazer outra. Tivemos de fazer o enxerto de novo. A gente vê que tudo evoluiu muito bem. Ele tem tudo para ficar 100% na parte física agora ao jogar. Ele respondeu muito bem, tem de ter paciência e entrar aos poucos nos jogos. Tem de ser com calma, afinal, tem risco de lesão muscular. A tendência é de que em breve faça gol para alegrar o torcedor.

Pablo Dyego

Pablo Dyego foi relacionado pela última vez contra o Vitória, no dia 9 de setembro. Desde então está afastado dos treinos em razão de dores no púbis.

- Está na fase de transição, com o preparador físico. Com algum limite, mas treina bem. Acredito que na semana que vem poderá ficar à disposição do treinador.

De Amores

Contratado neste ano, De Amores ainda não atuou pelo Fluminense. Reserva, o goleiro uruguaio ainda sofreu uma série de lesões. A última foi uma torção no joelho direito durante treinamento, que o forçou a ter de passar por uma cirurgia no menisco em julho. Para piorar, teve uma infecção no local e precisou ser submetido a uma nova operação:

- Está um pouco mais atrasado, mas está indo bem. Tem chance de voltar a treinar ainda neste ano com o preparador de goleiros.

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden