HOME|NOTÍCIAS|Abad descarta renúncia no Fluminense: "Me sinto em condições de continuar"
Debate • Por Edgard Maciel de Sá, Hector Werlang e Felipe Siqueira — GloboEsporte.com - Foto: Hector Werlang • 03 dez 2018
Abad descarta renúncia no Fluminense: "Me sinto em condições de continuar"

O presidente Pedro Abad concedeu entrevista coletiva neste domingo após a vitória do Fluminense sobre o América-MG por 1 a 0 e a consequente permanência na Série A do Brasileirão. Ao agradecer o empenho e trabalho de jogadores e funcionários, o mandatário disse que, a partir de segunda-feira, começará a trabalhar para o ano de 2019 do Tricolor ser mais tranquilo. E descartou renunciar.

Por toda a temporada, a torcida faz campanha pela saída do mandatário do cargo. Não houve um jogo do clube em que não tenha gritado em coro "renuncia Abad". No Conselho Deliberativo, aliás, a Comissão de Assuntos Disciplinares julgou procedente o pedido de impeachment dele, que ainda não tem data para ser votado por todos os conselheiros.

- O processo de impedimento que eu sofro é democrático. Se algum dia eu achar que não tenho condição, peço para sair. O Fluminense é maior do que eu. Me sinto em condições de continuar. Eu faço isso aqui por que eu gosto. Essa pergunta está mais do que respondida - disse Abad.

Na saída de campo, questionado sobre os recentes protestos da torcida, inclusive com invasão de um treino no CT, o atacante Marcos Junior opinou que o presidente deveria deixar o clube.

- Não sabia dessa frase do Marcos Junior. Não sei se ele fala para o meu bem por causa das vaias, das críticas. Preciso entender o contexto primeiro - comentou Abad.

O presidente, antes de começar a falar com os jornalistas, deixou claro que iria responder poucas perguntas. Após reiterar que o trabalho para ter um 2019 melhor começará na segunda-feira, sem dar detalhes de quais jogadores ficam e de quem será o treinador, a entrevista foi encerrada.

O Fluminense ainda não divulgou a data da reapresentação em janeiro. A estreia no Carioca é no dia 20 diante do Volta Redonda.

 

Mais respostas de Abad

 

Mensagem ao torcedor

Queria me dirigir ao torcedor. A situação hoje é de alívio por ter passado esse incômodo. O ano não teve o resultado esportivo que a gente esperava e queria. Tivemos inúmeras dificuldades durante o ano. Atletas e funcionários fizeram jus à alcunha de guerreiro. Passamos grandes dificuldades e não fomos punidos com o rebaixamento. Temos muitos problemas, o clube inteiro tem. Mas vamos resolvê-los. Amanhã já começamos a nos reunir com todos os departamentos do clube. Com mais tranquilidade vamos focar nos problemas. Isso tudo para que possamos ter um 2019 melhor. Nós tivemos um leão hoje. No momento difícil o Fábio Moreno não fugiu. Encarou um grande desafio. Cometemos erros, acertamos algumas vezes e vamos tentar diminuir os erros. Temos pessoas de bem no clube, que sofreram comigo. São essas pessoas que vão levantar o Fluminense ainda mais.

 

Apoio da Flusócio, seu grupo político

Convivo diariamente com pessoas da Flusócio e nunca me pediram para renunciar. Mas as versões se sobrepõem aos fatos. Nas redes sociais propagam o que dá interesse, não o que é real. Isso é coisa de rede social.

 

Permanência de jogadores com contrato por terminar

O Fluminense não começa a trabalhar amanhã. Já começou há tempos. Todos já receberam proposta de renovação. Quem vai ficar ou sair se desenrola a partir de amanhã.

 

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden